Please reload

Agro: Revisão puxa expectativa para o milho e eleva projeção à soja

04/06/2020

 

A produção de milho do Brasil em 2019/20 deverá atingir um recorde de 102,72 milhões de toneladas, disse nesta quarta-feira a consultoria Datagro, elevando levemente sua estimativa, que no mês passado figurava em 102,18 milhões de toneladas.

 

 Caso a projeção se confirme, a produção combinada das duas safras do cereal no país deve superar em 1% a máxima histórica verificada no ano anterior (102,08 milhões de toneladas), puxada por um aumento 6% na área cultivada, que atingiu 18,74 milhões de hectares, disse a Datagro. A segunda safra, principal do milho no Brasil, deve somar 76,77 milhões de toneladas na temporada, leve revisão altista em relação aos 76,58 milhões de toneladas da previsão anterior, segundo a consultoria.

 

A Datagro vê a área plantada com a chamada “safrinha” atingindo 14,36 milhões de hectares, avanço de 7% na comparação anual. A estimativa de produtividade foi reduzida para 5.346 quilos por hectare, versus 5.473 vistos em maio. “Além da menor janela de plantio por conta do atraso no plantio da soja, que limitou o avanço da área, temos as perdas parcialmente contabilizadas neste levantamento pelo quadro de chuvas escassas em abril em parte da região produtora”, disse em nota o coordenador de Grãos da Datagro, Flávio França Junior.

 

A consultoria projetou ainda a safra de verão de milho em 25,95 milhões de toneladas, recuo de 0,5% em relação à primeira safra do ano passado. O potencial foi afetado pela irregularidade das chuvas e por perdas na região Sul.

 

SOJA
 

A Datagro também elevou sua previsão para a safra de soja 2019/20 do Brasil, passando a estimá-la em 122,06 milhões de toneladas, ante 121,26 milhões de toneladas no mês passado. O volume supera em 2% a produção do ano anterior.

 

A área cultivada com a oleaginosa no país teve alta de 3% na comparação anual, a 36,91 milhões de hectares, mas a safra acabou impactada por fortes perdas no Rio Grande do Sul, terceiro principal Estado produtor do país, onde o rendimento ficou 44% aquém do ano anterior por causa da seca. “No balanço final, podemos afirmar que o clima na temporada acabou sendo um pouco pior do que na safra passada, com perda na produtividade média em 5 dos 18 Estados produtores”, disse França Junior, ressaltando os prejuízos da safra gaúcha.

 

Mesmo assim, a produção brasileira, se confirmada a estimativa da Datagro, ficaria próxima do recorde de 122,30 milhões de toneladas registrado em 2018, concluiu a consultoria.

Please reload

Agroatividade 2016 - Agronegócio Ativo