Please reload

Milho: União Europeia aplica tarifa às importações após forte queda nos preços

28/04/2020

 

A União Europeia informou que passará a aplicar uma taxa de importação de 5,27 euros (5,72 dólares) por tonelada para as compras de milho, em uma medida amplamente antecipada por operadores após a queda nos preços do cereal nos Estados Unidos, que atingiram uma mínima de 10 anos. A tarifa, anunciada nesta segunda-feira no diário oficial da UE, também será aplicada às importações de centeio e sorgo.

 

A UE impõe taxas quando o custo do milho importado dos EUA cai abaixo do piso de preços do bloco por 10 dias consecutivos. Os mercados do milho têm sido pressionados pela pandemia de coronavírus, que afetou a demanda por combustíveis, incluindo pelo etanol, que absorve grande parte da oferta do cereal nos EUA.

 

A perspectiva de reintrodução das taxas pela UE levou a uma corrida de demanda por milho neste mês, com importações sob a cota livre de tarifas. A UE aumenta a tarifa em caso de continuidade na queda dos preços de importação, de acordo com cálculos da média móvel de 10 dias. Por outro lado, o bloco remove a taxa se os cálculos apontam que os preços voltaram a subir, ultrapassando o piso aplicado na UE.

 

Importações de Soja 

 

As importações de soja pela União Europeia na temporada 2019/20, iniciada no último mês de julho, atingiram 11,78 milhões de toneladas até 26 de abril, mostraram dados oficiais divulgados nesta segunda-feira. O número fica 4% abaixo do volume registrado em 21 de abril do ano passado, conforme o levantamento. As importações de canola pela UE em 2019/20, por sua vez, chegaram a 5,18 milhões de toneladas, alta de 43% em relação a igual período do ano passado.

 

Já as importações de farelo de soja foram de 14,52 milhões de toneladas, alta de 4% na comparação anual, enquanto as aquisições de óleo de palma ficaram em 4,60 milhões de toneladas, queda de 14%. A Comissão Europeia continua a incluir os números do Reino Unido em seu relatório semanal de exportação e importação de grãos durante o período de transição após o Brexit.

Please reload

Agroatividade 2016 - Agronegócio Ativo