Please reload

Embrapa Territorial articula cooperação com empresa de tecnologia espacial

04/12/2019

 

A Embrapa Territorial e a Visiona Tecnologia Espacial iniciaram a articulação de uma parceria. A empresa de tecnologia espacial manifestou interesse no estabelecimento de um contrato específico com o centro de pesquisa no âmbito do acordo geral de cooperação técnica assinado com a Embrapa, em dezembro de 2018. A Visiona é uma joint-venture entre a Embraer Defesa & Segurança e a Telebras, voltada para a integração de sistemas espaciais.

A primeira “rodada de oportunidades” ocorreu nesta quarta-feira (04), com a presença do diretor de Contratos e Desenvolvimento de Negócios da Visiona, Cleber Oliveira; do diretor de Tecnologia Espacial, Himilcon Carvalho; do gerente de Relações Institucionais e Desenvolvimento de Negócios, Luiz Godinho; e dos engenheiros de Vendas, Bruno Santos e Thiago Rodrigues.

Durante o encontro foi vislumbrada a possibilidade de parceria em três projetos em desenvolvimento: o do mapeamento de níveis de degradação de pastagens no bioma Cerrado, o da integração de dados agrometeorológicos e modelagens espaciais para fornecer alertas sobre doenças e pragas em lavouras da região oeste da Bahia, e o da caracterização territorial de áreas prioritárias suscetíveis à desertificação no bioma Caatinga.

“Queremos estruturar um plano de trabalho em conjunto com a Visiona para alguns dos projetos em que suas tecnologias de sistemas espaciais poderão auxiliar no desenvolvimento das pesquisas e beneficiar os produtores rurais”, comentou Lucíola Magalhães, chefe-adjunta de Pesquisa & Desenvolvimento da Embrapa Territorial. Para o diretor da Visona, Cleber Oliveira, é grande o potencial de cooperação. “Vejo com bons olhos nossa parceria. No início podemos definir áreas-piloto e usarmos satélites gratuitos e posteriormente inserirmos o Vcub”, disse em referência ao primeiro nanossatélite concebido pela indústria nacional para observação da terra e coleta de dados.

A trajetória para a consolidação do acordo de cooperação técnica entre Embrapa e Visiona foi destacada pelo pesquisador Fernando Matsuura, da Secretaria de Inovação e Negócios (SIN) da Embrapa. Ele explicou que uma série de reuniões para prospectar potenciais parceiros na iniciativa privada foi iniciada há pouco mais de dois anos. “Começamos com as rodadas de oportunidade e tivemos o cuidado de fazermos um primeiro exercício com a Embrapa Informática Agropecuária antes de consolidar o projeto corporativo”, afirmou ao sugerir o mesmo processo para a Embrapa Territorial. 

 

Atualmente, a Visiona está desenvolvendo o Vcub, o primeiro nanossatélite nacional, com previsão de lançamento para o segundo semestre de 2020. O Vcub estará equipado com uma câmera de alta resolução e qualidade radiométrica voltada primariamente para os mercados agrícolas e de proteção ambiental.

Please reload