Please reload

Especialistas e gestores debatem potencial de inovação dos bioinsumos

10/05/2019

 

O potencial de inovação dos insumos biológicos e orgânicos para a agropecuária brasileira foi tema de um seminário interno realizado nesta quinta-feira (9) pela Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Ministério da Agricultura. Organizado pela Coordenação-Geral de Novos Insumos e Serviços, o seminário marcou o início da atuação do Grupo de Trabalho criado com a missão de elaborar o Programa Nacional de Insumos para a Agricultura Orgânica, o Programa Bioinsumos.

O objetivo do seminário foi compartilhar experiências de êxito de produção de bioinsumos em algumas regiões do país, além de sensibilizar os profissionais que atuam na elaboração de políticas públicas e na promoção das atividades de produção de alimentos orgânicos de origem vegetal ou animal. Os bioinsumos abrangem desde sementes, fertilizantes, produtos para nutrição vegetal e animal, extratos vegetais, defensivos biológicos feitos a partir de micro-organismos benéficos para controle de pragas até produtos homeopáticos ou tecnologias que tem ativos biológicos na composição.

O Secretário Adjunto da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, Pedro Correa Neto, destacou que a discussão da temática dos bioinsumos é estratégica para o fortalecimento de um modelo sustentável de agronegócio, que agrega valor, responsabilidade ambiental e viabilidade econômica. “É uma pauta fundamental para o desenvolvimento sustentável da agricultura. É uma política que está alicerçada nos planos nacionais da agricultura orgânica e é a base para o estabelecimento de uma agropecuária de base biológica”, comentou.

Para o Secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke, o tema é relevante economicamente, pois trata da possibilidade da geração de renda para muitas comunidades e produtores, principalmente da cadeia produtiva de extrativismo.  Também presente no seminário, o Secretário da Pesca e Aquicultura, Jorge Seif, enfatizou que os bioinsumos podem contribuir para o desenvolvimento da produção de peixes em pequenos espaços de produção, que dependem da criação de alevinos algas, entre outros.

Please reload

Agroatividade 2016 - Agronegócio Ativo