Please reload

Unica aprova meta de redução de emissões do RenovaBio

05/06/2018

 

No dia mundial do meio ambiente, o Conselho Nacional de Políticas Energéticas (Cnpe) anuncia a meta decenal de redução de emissões de gases de efeito estufa na matriz de combustíveis do Brasil, no âmbito da Política Nacional de Biocombustíveis, o RenovaBio.

 

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) considera adequada e importante a redução em 10,1% até o fim de 2028. A meta é o pilar estratégico para a implementação do programa e, mesmo sendo conservadora, acaba reconhecendo o papel dos combustíveis renováveis para o desenvolvimento sustentável do Brasil a partir de 2020.

Além disso, para a Unica, mais um passo foi dado hoje para a regulamentação do RenovaBio. Nesta manhã, a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) realizou audiência pública sobre a estimação e certificação da redução de emissões de biocombustíveis dessa política.

 

A entidade também considera que a revogação das medidas adotadas pela ANP durante a crise de abastecimento de diesel foi importante para o etanol retomar sua competitividade no mercado de combustíveis.

UNICA

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar é a entidade representativa das principais unidades produtoras de açúcar, etanol (álcool combustível) e bioeletricidade da região Centro-Sul do Brasil, principalmente do Estado de São Paulo.

 

As usinas associadas à Unica são responsáveis por mais de 50% da produção nacional de cana, 60% da produção de etanol e quase 70% da bioeletricidade ofertada para o Sistema Interligado Nacional (SIN).

 

Na safra 2017/18, o Brasil produziu aproximadamente 596 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, matéria-prima utilizada para a produção de 36 milhões de toneladas de açúcar, 26 bilhões de litros de etanol e 21,4 TWh para a rede elétrica nacional.

Please reload

Agroatividade 2016 - Agronegócio Ativo