Please reload

Grupo da Pecuária Sustentável estimula multiplicação de iniciativas ao setor em outros países

19/01/2018

 

O Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) que reúne todos os elos da cadeia, desde o setor produtivo ao varejo, incluindo ONGs e intermediadores, com a finalidade de debater e aplicar alternativas sustentáveis, inspirou a criação de mesas redondas em outros países, que passam a buscar estratégias para a harmonia entre o ambiental, social e econômico.

 

Canadá, Estados Unidos, Colômbia e Argentina já consolidam suas mesas redondas em busca de metas referentes à sustentabilidade. Austrália, Paraguai, Uruguai e México realizam atividades paralelas em busca do mesmo objetivo. "Juntar todos os envolvidos no setor pecuário, para aumentar a produtividade de forma sustentável, foi uma iniciativa pioneira no mundo, que completa dez anos com grandes resultados", diz Ruy Fachini Filho, presidente do GTPS e do Sindicato Rural de Campo Grande.

 

A importância deste trabalho foi mostrada durante o Showtec 2018, em Maracaju. A palestra sobre "O uso de indicadores para a sustentabilidade na pecuária" foi ministrada no painel Pecuária Sustentável, no auditório da Embrapa, nesta quinta-feira (18). A Coordenadora Executiva do GTPS, Beatriz Domeniconi e a preside "O nosso objetivo é levar ao produtor Informação de qualidade para que ele possa trabalhar pela melhoria contínua de sustentabilidade, através de boas práticas agropecuárias", afirmou Fachini.

 

Uma das ferramentas, o "Manual de Práticas para Pecuária Sustentável", compila tecnologias em diferentes formas de produção. Leva informação para o produtor e para os técnicos que trabalham na propriedade, auxiliando na gestão e fazendo com que a sustentabilidade seja uma busca contínua.

 

O "Guia de Indicadores" também foi apresentado como uma ferramenta de auto avaliação. Ele ajuda a identificar em que estágio a empresa ou produtor, está em relação à sustentabilidade. O material leva em consideração critérios como: gestão, comunidades, trabalhadores, meio-ambiente e cadeia de valor.

 

"A ferramenta serve para a inclusão, para que o produtor, ou qualquer outro integrante do elo produtivo, tenha parâmetro de onde ele está, em relação a sustentabilidade, de onde ele pode chegar e como deve fazer", explica Fachini. Já o "Mapa de iniciativas" apresenta 7 projetos pilotos desenvolvidos em 5 estados brasileiros. Ela serve para a disseminação das boas iniciativas em pecuária sustentável mostrando de que forma foram elaborados os projetos, como foram executados e os resultados.

 

"Sustentabilidade é uma palavra que tem que fazer parte da rotina do produtor. Somos exemplos para o mundo em iniciativas sustentáveis e em qualidade de produto. Não temos que ter medo, e sim, orgulho do que estamos fazendo", concluiu Fachini.

Please reload

Agroatividade 2016 - Agronegócio Ativo