Please reload

Colaboração de novos adidos agrícolas vai ajudar na participação brasileira no mercado externo

21/08/2017

 

Contribuir para ampliar a participação brasileira no mercado internacional é a missão dos novos adidos agrícolas que iniciaram treinamento, nesta segunda-feira (21), no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Eles atuarão, inicialmente, na Argentina, África do Sul, Arábia Saudita, China, Coréia do Sul, Índia, México, Rússia, Vietnã e Tailândia, países estratégicos do agronegócio brasileiro.

 

A missão será estendida a novos países, até 2019. O treinamento foi organizado juntamente com o Ministério das Relações Exteriores (MRE) para os integrantes de listas tríplices de servidores. No total, serão 25 adidos cobrindo 41 países até 2019. O secretário-executivo do Mapa, Eumar Novacki, que participou do primeiro dia do treinamento, disse que “o grande desafio é mostrar para o mundo como produzimos no Brasil, com eficiência, qualidade, sustentabilidade e responsabilidade social”.

 

Novacki destacou que a escolha de novos adidos agrícolas faz parte da estratégia para que o Brasil em cinco anos aumente a participação de 7% no mercado agrícola mundial para 10%. O secretário de Relações Internacionais, Odilson Luis, ressaltou a importância da sustentabilidade da produção agrícola brasileira, "que irá agregar mais valor aos nossos produtos".

 

Participaram do evento o presidente da Embrapa, Maurício Antônio Lopes, o presidente da Conab, Francisco Marcelo Rodrigues Bezerra, a secretária-executiva da Camex, Marcela Santos Carvalho e o diretor do departamento econômico do MRE, Pedro Miguel da Costa e Silva. O treinamento dos novos adidos será realizado no Mapa e no Instituto Rio Branco, e deverá ser concluído até 1º de novembro.

Please reload

Agroatividade 2016 - Agronegócio Ativo