• Assessoria

Negócios com açúcar mais atrativos frente ao etanol no Brasil na safra 21/22, diz consultoria



Apesar das recentes elevações nos preços do etanol no Brasil, com máximas históricas na série da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), os negócios com açúcar, que também tem bons preços, estão mais atrativos frente ao biocombustível, reforçando o direcionamento da produção para o adoçante.


"Boa parte das fixações foi realizada a um patamar de preços inferior ao atualmente praticado no mercado, o que, somado ao custo relacionada à mudança de mix, evidencia o ambiente pouco favorável à destilação - pelo menos na primeira metade da safra 2021/22", pontua a consultoria em relatório.


A StoneX vê um mix açucareiro na safra 2021/22 de 46,3% e produção de 36,1 milhões de t do adoçante, mais de 5% a menos do que na safra passada. A consultoria pontua que, apesar das expectativas de safra abundante de açúcar, o escoamento da safra pode ter alguns impactos. "É importante ponderar que o escoamento de açúcar pode ser pressionado ao longo do próximo trimestre, tendo em vista o atraso na janela de exportação da soja nos portos brasileiros".