• Cepea

Safra de inverno do tomate ganha força e pressiona cotação


Entre 10 e 14 de junho, o preço do tomate salada longa vida caiu frente à semana anterior, visto que a primeira parte da safra de inverno está ganhando força. As maiores quedas foram registradas nos atacados de São Paulo. Na Ceagesp, o tomate foi comercializado a R$ 79,41/cx de 18-20 kg, baixa de 18,1% em comparação ao período anterior. No mercado de Campinas, por sua vez, a queda foi de 14,6%, a R$ 73,75/cx.


De acordo com colaboradores da Hortifruti/Cepea, há muitos produtos verdes, o que não é atrativo ao consumidor. Além disso, a disponibilidade de tomate rasteiro também acaba interferindo no mercado – vale destacar que sua qualidade está bem inferior, sendo vendido para “sacolões”.


Mandioca


A necessidade de liberar áreas de arrendamentos fez aumentar a oferta de raízes de segundo ciclo das poucas lavouras ainda restantes de parte das regiões acompanhadas pelo Cepea. Nas demais, a comercialização avançou, por conta do interesse de mandiocultores em se capitalizar para compromissos financeiros ou para arcar com os custos de implantação das lavouras da safra 2019/20.


No entanto, aqueles produtores mais capitalizados, ou que vão deixar a atividade nesta safra, diminuíram o ritmo das entregas e devem realizar a colheita no final deste ano ou somente no próximo. Assim, a média nominal a prazo entre 10 e 14 de junho para a tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 294,89 (R$ 0,5128 por grama de amido na balança hidrostática de 5 kg), recuo de 2,8% frente à média da semana anterior.