Buscar
  • Scot

Suínos: Indicadores encerraram janeiro em queda no cenário nacional


O mercado de suínos encerrou janeiro/19 com preços em queda em relação a dezembro/18. O consumo enfraquecido neste começo de 2019, comum devido as dívidas adquiridas no final do ano, pagamento de impostos e gastos extras com material escolar, além do calor intenso, que reduz a demanda pela proteína, influenciou o cenário.


No fechamento de janeiro deste ano, o animal terminado nas granjas paulistas ficou cotado, em média, em R$73,45 por arroba, redução de 3,4% em relação a média de dezembro de 2018. Em igual período, o preço do milho teve alta no preço, o que acabou prejudicando o poder de compra do suinocultor frente ao grão.


Na região de Campinas, em São Paulo, o produtor comprou, em média, 5,73 quilos de milho com um quilo de suíno, queda de 9,4% em relação a dezembro. No atacado o movimento de preço foi semelhante ao da granja.


Na média do primeiro mês de 2019 a carcaça ficou cotada em R$5,65 por quilo, redução de R$0,40 por quilo frente ao preço médio de dezembro. Para a próxima semana, com a entrada dos salários da população é possível que haja uma melhora na demanda e, consequentemente, reação nos preços.

1 visualização