Buscar
  • ASSESSORIA

Arábia Saudita habilita 25 exportadores de carnes de aves


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) tomou conhecimento ontem de relatório publicado pelo serviço sanitário da Arábia Saudita habilitando 25 estabelecimentos brasileiros como exportadores de carne de frango para aquele país ( veja lista em anexo).


A aprovação foi resultante de missão que o Reino enviou ao Brasil em outubro de 2018. Na ocasião, foram visitados frigoríficos, fazendas e fábricas de ração.


O grupo habilitado respondeu no ano passado por 63% do volume das exportações brasileiras de carne de frango – porcentagem que correspondeu a 437 mil toneladas – para a Arábia Saudita.


O Ministério ainda está examinando o relatório e encaminhará aos estabelecimentos as recomendações apresentadas.


Posicionamento da ABPA


A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) confirma que a Arábia Saudita mantém a autorização de exportação de 25 plantas frigoríficas de carne de frango brasileira. Atualmente, 58 plantas são habilitadas pelo Ministério da Agricultura brasileiro a exportar, mas somente 30 destas embarcam produtos efetivamente. O impacto, portanto, é sobre 5 plantas frigoríficas.


As empresas autorizadas constam em uma lista divulgada pelas autoridades sauditas. As razões informadas para a não-autorização das demais plantas habilitadas decorrem de critérios técnicos. Planos de ação corretiva estão em implementação para a retomada das autorizações.


A Associação está em contato com o Governo Brasileiro para que, em tratativa com o Reino da Arábia Saudita, sejam solvidos os eventuais questionamentos e incluídas as demais plantas. Além disto, as plantas que hoje não estão habilitadas contarão com o apoio do Ministério para obter a autorização para exportar a este mercado.




1 visualização