Buscar
  • Safras

SP: Secretário diz que pecuária precisa ser remodelada em seu sistema de negócio


O secretário de Agricultura de São Paulo, Francisco Jardim, em entrevista, durante a InterCorte São Paulo, no World Trade Center, defendeu a necessidade de adoção de um novo plano para a pecuária brasileira.


“O primeiro grande modelo foi feito há 40 anos pelo então ministro Allyson Paulinelli e agora é o momento de se voltar atrás. Já iniciamos as conversas com o atual ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi e com a ministra do novo governo, Tereza Cristina da Costa Dias. O primeiro plano foi feito pela academia e pelo Mapa e agora é preciso rever e fazer o contrário, analisando o que o mercado quer”, disse.


De acordo com Jardim, há 40 anos o boi morria com quatro anos e hoje, se morrer com dois anos, o pecuarista não consegue mais sobreviver. “Não podemos mais trabalhar com uma lotação de 1,6 animal por hectare. Na pecuária precisamos é de arrobas por hectare e esse projeto precisa ser valorizado, com uma integração do setor, buscando a modernização. O melhor modelo que nós temos no Conesul nesse sentido é no Uruguai e temos de ver como ele funciona. O mais importante é que o governo precisa se engajar novamente nesse processo”, pontua.


Jardim lembra que nos próximos anos será preciso elevar a produção de alimentos em 20%, segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). “Na pecuária esse crescimento tem de ser ainda maior, da ordem de 40% e o Brasil terá um papel fundamental nisso”, conclui.

1 visualização