• ASSESSORIA

Impactos comerciais vem abalando a confiança do produtor dos Estados Unidos


Os conflitos comerciais envolvendo os Estados Unidos, especialmente com a China, já começam a impactar negativamente a confiança do produtor agrícola norte-americano - que está na linha de frente dos setores afetados pela imposição de tarifas.


Pesquisa da Universidade Purdue juntamente como o CME Group mostra que a confiança do produtor agrícola norte-americano recuou 26 pontos em julho, para 117 pontos - o maior declínio da série histórica, que começou em 2015.


A baixa foi causada por reduções acentuadas tanto no índice de condições atuais, que caiu de 138 para 99 pontos, quanto no índice de expectativas futuras, que recuou de 146 em junho para 126 em julho.


Quando questionado se esperam bons ou maus momentos financeiramente na economia agrícola dos Estados Unidos nos próximos 12 meses, os produtores norte-americanos estão mais pessimistas do que há um mês.


Em julho, 61% dos entrevistados disseram esperar tempos ruins no ano seguinte, um aumento de 15 pontos percentuais em relação a junho, enquanto apenas 19% dos entrevistados esperam bons momentos no próximo ano, ante 26% um mês antes.


A queda da confiança aconteceu no mês mesmo em que a administração de Donald Trump aprovou um plano de subsídios de US$ 12 bilhões para produtores agrícolas norte-americanos que seriam afetados pela crescente disputa comercial entre os Estados Unidos e alguns de seus maiores parceiros.


O conflito comercial entre os Estados Unidos e alguns de seus aliados mais próximos provocou retaliações e ações legais após a decisão de Trump no início deste ano de impor tarifas sobre o aço e o alumínio importados.


Trump também aplicou sobretaxas à China que, em resposta, adotou tarifas sobre produtos norte-americanos, desde soja, carne de porco, frango e frutos do mar até veículos utilitários esportivos e veículos elétricos.