Buscar
  • ASSESSORIA

DF: Convênios e homenagens celebram força do agronegócio brasileiro


Nesta sexta-feira (27), o Sebrae realizou o “Prospera Agro”, evento que celebrou o Dia do Produtor Rural, do Agricultor e da Agricultura Familiar. Especialistas de diversos segmentos do agronegócio se reuniram para debater a importância dos pequenos negócios rurais na economia brasileira, na biodiversidade e na regulamentação de leis que impactam suas atividades. Heloisa Menezes, diretora técnica e presidente em exercício do Sebrae, participou da cerimônia de abertura e destacou que o Brasil tem mais de 5 milhões de propriedades rurais, de acordo com o Censo Agro 2017. Sendo que mais de 70% das propriedades rurais têm entre um e 50 hectares, demonstrando a importância da pequena propriedade rural no cenário do país.


“Celebramos hoje parcerias estratégicas para o pequeno produtor rural, mas não só para ele, visamos todo o Brasil e as cadeias produtivas de vinho e suínos, além da tecnologia gerada pela Embrapa para melhoria da produtividade no campo”, complementou. A assinatura de seis convênios marcou a abertura do evento. Os convênios de cooperação técnica e financeira com a Embrapa estão voltados para as seguintes temáticas: “Inteligência Estratégica para Pequenos Negócios Rurais: Agregação de Valor e Tecnologia”; “Aquicultura com Tecnologia e Sustentabilidade – Aquitech”; “Mapa de Oportunidades de Apoio à Valorização de Produtos Agroalimentares”; e “Agroecologia e Produção Orgânica - Conhecimentos e Tecnologias para Sistemas Produtivos mais Sustentáveis”, e contam com a parceria da Fundação Eliseu Alves (FEA).


Elísio Contini, diretor presidente da FEA, relembrou que acompanha o setor de agronegócio há 40 anos e observa o quanto o segmento avançou. “Este ano, devemos fechar próximos a U$$ 100 bilhões em exportações. Cinco vezes mais que no ano 2000. Isso se deve aos investimentos no setor, que tornaram fundamental o progresso que alcançamos”. Já na cadeia vitivinícola, onde o Sebrae atua há mais de duas décadas, o convênio auxilia na percepção positiva de qualidade e para fortalecer o processo comercial do vinho brasileiro no mercado interno. Oscar Ló, presidente do Ibravin, destacou a importância da parceria com o Sebrae para o desenvolvimento da cadeia produtiva de vitivinícola.


“É importante que a gente conheça a real dimensão que este setor possui. Apenas neste ano, o Rio Grande do Sul teve uma safra de 663 mil toneladas. Só na região sul temos mais de 14.500 pequenos produtores que trabalham diretamente com a uva”, ressaltou Oscar Ló.


No âmbito do projeto, são realizadas diversas ações, entre elas o Qualidade na Taça – que qualifica o trade; promoção dos vinhos brasileiros em feiras, eventos, concursos, entre outros; consolidação do Programa Alimento Seguro (PAS) Uva para Processamento; sensibilização e qualificação para o Simples Nacional; e promoção das indicações geográficas de vinhos do Brasil. Com a ABCS, as frentes são o Innovasui, que tem como meta contribuir para a inovação e estruturação da cadeia de valor da suinocultura, por meio da gestão do conhecimento e da interrelação entre os segmentos da atividade visando à sustentabilidade dos produtores de suínos brasileiros.


Por sua vez, o Integrasui visa aprimorar a gestão da cadeia de valor da suinocultura brasileira, por meio da integração de todos os seus elos para o compartilhamento de objetivos comuns, identificando as lacunas existentes e transformando-as em resultados que fomentem o empreendedorismo e aumentem a competitividade dos produtores de suínos do Brasil.


“Devido a essa grande parceria, conseguimos elevar o nível na suinocultura brasileira à quarta maior produção mundial e nos firmar como um dos mercados mais competitivos do mundo”, destacou Marcelo Lopes, presidente da ABCS.

1 visualização