Buscar
  • ASSESSORIA

Paralisação deixa setor da avicultura gaúcha em situação crítica


A Associação Gaúcha de Avicultura (ASGAV) e o Sindicato da Indústria de Produtos Avícolas no Estado do RS (SIPARGS) emitiram alerta no final da tarde de ontem (28) sobre os efeitos da paralisação do setor de transportes. Veja mais detalhes abaixo.


Após última proposta do Governo Federal para atender os caminhoneiros, não aconteceu desmobilização dos movimentos.


O setor informa os seguintes problemas:

- Mortalidade de mais de 2 milhões de pintos de corte;

- Mortalidade de mais de 300 mil aves de corte e postura;

- Com aumento da mortalidade haverá muitos problemas de destino de animais mortos que poderão ter impacto ambiental de largas proporções;

- Desabastecimento do mercado de carne de frango e ovos;

- Fechamento de agroindústrias e propriedades rurais de criação avícola.


Outras situações que impedem a alimentação dos animais e operações das indústrias: - Ameaças e perseguição no bloqueio aos caminhões de transporte de ração; - Caminhões com produtos perecíveis presos nos bloqueios.


Estas são algumas das consequências para toda população. O setor avícola não pode mais suportar estes bloqueios, perseguições, ameaças, apedrejamento de veículos, sacrifício de animais e desemprego O movimento está tomando outras proporções que irá prejudicar toda população!

2 visualizações