• ASSESSORIA

Sistema cooperativista encaminha propostas ao Mapa


As sugestões das cooperativas brasileiras ao Plano Agrícola e Pecuário (PAP) da safra 2018/19 foram encaminhadas, na quarta-feira (21), ao diretor do Departamento de Crédito e Estudos Econômicos da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Wilson Vaz de Araújo.


“O setor agropecuário tem um grande peso na sustentação da economia brasileira, especialmente neste cenário de crise. E as cooperativas atuam fortemente nesta área. Desta forma, estamos encaminhando nossas demandas com a expectativa de contar com o apoio do Mapa para que possamos continuar desenvolvendo nossas atividades com eficiência”, afirma o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken. Tópicos - Ao todo, as cooperativas brasileiras listaram nove tópicos, com proposições de ajustes nas normas de crédito rural, entre as quais:


A redução das taxas de juros em três pontos percentuais; a inserção da atividade de piscicultura integrada entre as linhas de financiamento;


A manutenção dos atuais níveis de exigibilidades para depósitos à vista em 34%;


A ampliação dos recursos do Programa de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária (Prodecoop) para R$ 2 bilhões ;


O limite de financiamento para as cooperativas singulares dos atuais R$ 150 milhões para R$ 200 milhões e para R$ 400 milhões para as cooperativas centrais, federações e confederações;


O aumento dos recursos destinados ao Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) para R$ 2 bilhões;


A não limitação dos volumes de financiamento para os empreendimentos cooperativos;


A inclusão da armazenagem de produtos frigorificados como item financiável;


A previsão de R$ 1,2 bilhão ao Programa de Seguro Rural para o ano civil de 2019, com cronograma de liberação de recursos considerando o calendário agrícola;


E o estabelecimento dos percentuais de subvenção do governo federal ao prêmio do seguro agrícola para 50% (soja); 60% (milho) e 70% (trigo), entre outros itens. Grupo técnico - O documento “Propostas do Sistema Cooperativista para o Plano Agrícola e Pecuário, 2018/19” foi elaborado a partir de discussões realizadas pela equipe técnica da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB ) e de suas Unidades Estaduais e Federações e por diretores, superintendentes e gerentes financeiros de cooperativas distribuídas nas diversas regiões brasileiras, como a Coamo-PR, Copacol-PR, Cocamar-PR, Integrada-PR, Frísia-PR, Agrária-PR, Credicoamo-PR, Aurora-PR, Fecoagro-RS,Cooxupé-MG, Comigo-GO, Cooperalfa-SC, Copérdia-SC, Cotripal-RS, Sistemas Sicoob e Sicredi, entre outras. Números das cooperativas - Responsáveis por significativa participação na produção agropecuária do Brasil, as 1.555 cooperativas agropecuárias brasileiras totalizam mais de 1 milhão de cooperados e são responsáveis pela geração de mais de 188 mil empregos diretos. Em 2017, registraram movimentação financeira acima de R$ 200 bilhões. No Paraná, atualmente há 69 cooperativas agropecuárias, que respondem por mais de 80% do faturamento do cooperativismo paranaense e por quase 60% do PIB agropecuário no Estado.