• Cepea/Conab

Cotações do milho elevadas preocupam suinocultores


A disparada nos preços do milho no mercado interno tem preocupado bastante o suinocultor brasileiro consultado pelo Cepea, visto que este é um dos principais insumos da atividade. Desde o início de fevereiro, a valorização da saca de 60 kg do milho já ultrapassa os 25%, com o cereal negociado acima dos R$ 40,00. Esse patamar dificulta a aquisição do insumo e, consequentemente, a manutenção dos plantéis de matrizes nas principais regiões produtoras de suínos acompanhadas pelo Cepea. Quanto às cotações do suíno posto no mercado independente, seguem em queda. A dificuldade de escoar a carne suína faz com que compradores consultados pelo Cepea pressionem os valores e vendedores acabam cedendo, devido à dificuldade em manter os lotes nas granjas em decorrência dos altos patamares dos insumos.


Leilão Conab


Um novo leilão de frete está agendado para o dia 3 do próximo mês. Nesta operação, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) espera contratar a remoção de 33,6 mil toneladas de milho para estados de todas as regiões do país. O produto será destinado ao atendimento do Programa de Vendas em Balcão (ProVB), pelo qual os pequenos criadores podem comprar milho a preço de atacado para uso na ração animal. A região Nordeste será o principal destino do milho removido. No Rio Grande do Norte, são esperadas 13,4 mil toneladas do grão. Deste total, 12,2 mil toneladas estão armazenadas em Taboporã (MT) e o restante sairá do município de Palmeira do Piauí (PI). Da cidade piauiense também sairão outras 7 mil toneladas com destino ao Ceará. Já a Paraíba deverá receber 6,5 mil toneladas de milho removidos de Mato Grosso. Outras 5 mil toneladas do produto armazenadas em Taboporã terão como destino os estados do Acre (300 t), Espírito Santo (2 mil t) e Rio Grande do Sul (2,7 mil t). Em Goiás, a remoção de 1,7 mil toneladas de milho é interna. O produto sairá de Porteirão para as Unidades Armazenadoras da Conab em Goiânia, Palmeira de Goiás e Santa Helena de Goiás. A expectativa é que, após a contratação, o embarques comecem a partir do dia 16 de abril. Este é o quarto leilão de frete realizado em 2018 pela Conab. Nas demais operações contratadas, foram transferidas 61,7 mil toneladas de milho para atendimento ao programa.