Buscar
  • ASSESSORIA

Faesc celebra erradicação da febre aftosa no Brasil no próximo dia 5


Com o objetivo de comemorar o DIA A - que assinala a plena erradicação da Febre Aftosa no Brasil - a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC) reunirá os Sindicatos Rurais do oeste e extremo oeste no próximo dia 05 de abril, às 10 horas da manhã, na Sala Guarani do Mogano Premium Hotel (Avenida Fernando Machado - 574-E) em Chapecó.


Além de lideranças, produtores e empresários rurais, participarão do evento representantes do Ministério da Agricultura, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc).


O presidente José Zeferino Pedrozo disse que é preciso celebrar a conquista do status sanitário - para todo o Brasil - de área livre de febre aftosa com vacinação, com a mobilização dos produtores rurais. Lembra que o País necessitou de 60 anos de trabalho para ficar livre de aftosa com vacinação, enquanto Santa Catarina está ainda mais avançada, pois desfruta da condição de área livre sem vacinação.


O dirigente destacou o papel dos produtores rurais, das agroindústrias e do Ministério da Agricultura em criar e manter condições sustentáveis para garantir o status de País livre da febre aftosa com vacinação e ampliar as zonas livres da doença (sem vacinação). Zona livre sem vacinação, o Estado de Santa Catarina manteve em 2017 seu status sanitário.


Em maio deste ano, durante a reunião anual da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em Paris, a entidade deverá anunciar o Brasil como país livre da febre aftosa com vacinação. A certificação oficial pela OIE de que todo o território nacional é livre da doença com vacinação contribuirá para ampliar e abrir novos mercados internacionais às carnes brasileiras.


O reconhecimento pela OIE deverá consolidar o processo coordenado pelo Ministério. No início de dezembro, quando foram declaradas novas zonas livres da febre aftosa com vacinação no Amapá, Roraima, em grande parte do Amazonas e em áreas de proteção no Pará, finalizou-se nacionalmente o processo de erradicação da doença.


Em abril, completaram-se 11 anos sem registro de ocorrência de aftosa no País. A programação prevê às 10 horas recepção, às 10h15 abertura, às 11 horas manifestações e palestras sobre o DIA A e a plena erradicação da febre aftosa no Brasil. Às 12 horas será servido almoço.


REUNIÃO REGIONAL - No período da tarde, a Faesc reunirá os Sindicatos Rurais do oeste e extremo oeste catarinense a partir das 14 horas, no mesmo local, para a discussão de assuntos relacionados à agricultura e ao agronegócio.

3 visualizações