• Agência Brasil/EFE

Presidente paraguaio recebe chanceleres do Mercosul antes de reunião sobre UE


Os chanceleres do Mercosul se reuniram nesta sexta-feira (16) com o presidente paraguaio, Horacio Cartes, em Assunção, durante uma visita protocolar antes da reunião que manterão na Chancelaria do país, onde abordarão o estado das negociações sobre o tratado de livre-comércio do bloco sul-americano com a União Europeia (UE).


O governante do Paraguai, país que ocupa a presidência semestral pro tempore do Mercosul, recebeu os chanceleres na residência presidencial de Mburuvicha Roga, onde foram apresentados a Cartes pelo chanceler paraguaio, Eladio Loizaga.


Loizaga e os outros chanceleres (Rodolfo Nin Novoa, pelo Uruguai; Jorge Faurie, pela Argentina, e Aloysio Nunes, pelo Brasil), realizarão posteriormente um encontro na sede a Chancelaria para falar das questões estudadas pelos negociadores sul-americanos, que trabalharam dias atrás em Assunção com seus interlocutores europeus da UE.


Após essa reunião, está prevista uma coletiva de imprensa na qual poderão ser divulgados mais dados sobre o estado das negociações. O próprio Loizaga reconheceu ontem (15) que existe um certo "hermetismo" em torno do andamento dessas discussões e falou que "os negociadores têm que estar fechados e têm que queimar o cérebro". "Uma negociação sempre tem certo nível de confidência, não podemos negociar pela imprensa", acrescentou o chanceler aos jornalistas.


Fechamento


Apesar de as conversas com a União Europeia avançarem com lentidão e a assinatura do acordo de associação ainda não ter ocorrido, ambas as partes acreditam que poderão fechar o acordo o mais rápido possível.


O Mercosul e a UE a negociam desde 1999 um amplo acordo de associação que inclua um tratado comercial, mas as conversas estiveram bloqueadas completamente entre 2004 e 2010 e só foram retomadas em 2016.