Buscar
  • ABPA

Agroindústrias brasileiras geraram US$ 96,2 milhões em negócios durante a Gulfood


As agroindústrias vinculadas à Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) concretizaram US$ 96,2 milhões em negócios de exportação de aves, ovos e de suínos, em ação realizada durante a Gulfood 2018, encerrada ontem (22), em Dubai (Emirados Árabes Unidos). A participação no evento, organizada pela Associação em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), contou com dezesseis agroindústrias exportadoras do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Goiás.

De acordo com levantamento feito pela ABPA, as projeções de exportações que devem ser realizadas a partir das negociações feitas durante o evento chegam a US$ 675 milhões ao longo dos próximos 12 meses – até a próxima edição da Gulfood. "Este evento tem um caráter global, com participação de importadores e potenciais clientes da Ásia, África e Europa. É a ação internacional mais importante para os exportadores de proteína animal do Brasil no primeiro semestre", explica Francisco Turra, presidente-executivo da Abpa. Além dos encontros de negócios, o espaço da Associação na maior feira de alimentos do Oriente Médio contou com uma área gastronômica, onde foram servidos diariamente mais de 500 omeletes e 1 mil "shawarmas", um tradicional prato árabe. Lá, também foram realizadas ações de divulgação das marcas internacionais Brazilian Chicken, Brazilian Egg e Brazilian Pork (a última, para estrangeiros que vivem na região e para importadores de países não-islâmicos), com a distribuição de ecobags e materiais com informações sobre os exportadores e os diferenciais do setor de proteína animal do Brasil, como a qualidade dos produtos, o status sanitário e o perfil sustentável da produção. "A Gulfood foi uma oportunidade única para contatar clientes e stakeholders do Oriente Médio e de outros mercados importadores, reforçando a posição do Brasil - maior produtor e exportador mundial de carne de frango halal – como parceiro pela segurança alimentar do mundo árabe", ressalta Turra.

2 visualizações