Buscar
  • REUTERS

Máquinas começam a ocupar lavouras para a colheita de milho e soja no Paraná


O Paraná deu início à colheita do milho de primeira safra e deve começar ainda nesta semana os trabalhos envolvendo a soja da temporada 2017/18, dada a melhora nas condições climáticas, disse nesta terça-feira o diretor do Departamento de Economia Rural do Estado (Deral), Francisco Carlos Simioni. Pelas informações mais recentes do órgão da Secretaria de Agricultura paranaense, a colheita do chamado milho verão alcança 1 por cento da área, ligeiramente abaixo do observado há um ano, conforme Simioni.


“É um atraso que não preocupa. É um atraso ocasional, que pode ser superado com uma semana de sol”, destacou ele em entrevista e acrescentando que tais condições climáticas já permitem isso.


No caso da soja, a colheita ainda não começou, mas deve se iniciar nesta semana e avançar com força, com os produtores justamente buscando tirar vantagem do tempo mais seco. “No ano passado já havia colheita, não muito, 1 ou 2 por cento. O que atrasou neste ano foi a chuva, de 25 de dezembro até o final de janeiro, o que alongou o ciclo”, explicou o diretor do Deral.


O Estado está entre os maiores produtores de grãos do Brasil. “Agora estamos com quatro dias de tempo firme... Com isso o pessoal vai entrar firme colhendo soja e plantando milho (de segunda safra). ”Até o momento, 2 por cento do chamado milho safrinha foi semeado no Estado, segundo o Deral.


Pelas estimativas mais recentes do Departamento, o Paraná deve colher menos de 3 milhões de toneladas de milho verão neste ano e mais de 19 milhões de toneladas de soja. A área a ser semeada com milho safrinha deve atingir 2,15 milhões de hectares.

0 visualização