• Cepea

Negócios envolvem apenas pequenos lotes; preços do boi caem 1,5%


Com os preços da carne em queda, frigoríficos tentam ofertar valores menores aos pecuaristas para a compra de animais para abate. Ainda que, de modo geral, a oferta de bois prontos seja considerada limitada, alguns pequenos lotes têm sido negociados, pressionando as médias da arroba nos últimos dias. A frequência menor das efetivações de lotes maiores, que geralmente ocorrem nos preços mais altos, também têm influenciado as oscilações. Entre 17 e 24 de janeiro, o Indicador Eesalq/ BM&FBovespa do boi gordo caiu 1,5%, indo a R$ 145,00 nessa quarta-feira (24).