Buscar
  • Imea

MT: Colheita de soja continua atrasada e chuva ainda preocupa


A colheita de soja da safra 2017/18 está atrasada em Mato Grosso, principal produtor do Brasil, e chuvas previstas para os próximos dias podem atrapalhar ainda mais os trabalhos de campo, alertou o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).


Até semana passada, 1,29 por cento da área plantada com a oleaginosa no Estado havia sido colhida, contra 5,33 por cento em igual período do ano passado e 2,9 por cento na média das últimas cinco temporadas.


“Tal avanço mais retraído nesta safra é decorrente dos atrasos na semeadura e, principalmente, dos grandes volumes de chuvas registrados em grande parte do Estado”, destacou o Imea em relatório semanal.


Nos últimos dias, precipitações em excesso e a nebulosidade começaram a preocupar o setor quanto a atrasos na colheita e também à proliferação de doenças, como a ferrugem. “Espera-se que a colheita ganhe volume a partir da segunda quinzena de janeiro. Apesar disso, as previsões climáticas apontam significativos volumes de chuvas neste período, podendo refletir nos trabalhos de campo”, ponderou o Instituto.


COMERCIALIZAÇÃO

O Imea também destacou que não só a colheita de soja está mais atrasada neste ano: as vendas antecipadas também estão. Até o momento, em torno de 42 por cento da safra a ser colhida já foi comercializada, queda de quase 8 pontos percentuais na comparação com igual momento do ano passado. Mato Grosso deve produzir neste ano 30,6 milhões de toneladas de soja, segundo o Imea.

2 visualizações