• Agropauta

Biodiesel, clima e cenário econômico são fatores de boas perspectivas para 2018, diz consultoria


A INTL FCStone liberou uma prévia de seu relatório oficial de “Perspectivas para 2018”, que será divulgado em janeiro do ano que vem. A Consultoria destaca, como eventos para se atentar nos próximos meses, o aumento da produção de biodiesel, a ocorrência do fenômeno climático La Niña e a interferência da economia e política no agronegócio.


Uma das principais expectativas é em torno do incremento da produção de biodiesel dos atuais 4,2 bilhões de litros para 5,3 bilhões de litros. Isso porque entra em vigor, a partir de março de 2018, o aumento da mistura de biodiesel ao diesel de petróleo para 10% (B10), aprovado pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).


“A destinação de óleo de soja a produção do biocombustível deve aumentar no país, o que fará, também, com que o esmagamento aumente, contribuindo para um balanço de oferta e demanda mais apertado para grão, o que tenderá a refletir nos preços”, afirma a INTL FCStone.


Em outra frente, a Consultoria aponta que o clima terá a atenção do setor agrícola até a consolidação de mais uma safra, o que deve ser visto também para a Argentina. “As preocupações com a formação, ou não, de um La Niña, e seus efeitos, trará dores de cabeça ao mercado.


Dados esses pressupostos, cada vez mais a necessidade de as empresas buscarem uma gestão de risco eficiente, se faz necessária”, avalia a consultora em gerenciamento de riscos da INTL FCStone, Silvia Bampi. No âmbito político, a Consultoria aponta o governo tentando aprovar a Reforma da Previdência com o fator de importante a ser observado.


“Considerando o contexto das eleições presidenciais, destaca-se que o mercado espera renovação na política e, desta forma, os primeiros meses de 2018 serão marcados pela cautela dos investidores em relação aos possíveis candidatos e suas definições”, afirma.