• Ministério Agricultura

Safra de cana-de-açúcar deve chegar a 635 milhões de toneladas


A produção de cana-de-açúcar da Safra 2017/2018 deve chegar a 635,59 milhões de toneladas, com recuo de 3,3% frente as 657,18 milhões da temporada anterior. Neste 3º levantamento da atual safra, realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgado nesta terça-feira (19), a estimativa traz também a área de colheita, a produtividade e o percentual destinado a açúcar e álcool.


A queda de produção é resultado da retração de área plantada. O recuo só não é maior graças ao pequeno aumento de 0,2% na produtividade, que passa de 72,62 toneladas por hectare da safra anterior para 72,73 toneladas.


A área colhida deve sofrer redução de 3,4%, passando de 9,05 milhões para 8,74 milhões de hectares. A disponibilidade menor tem a ver com a desistência e devolução de áreas de fornecedores que têm plantações distantes das unidades de produção, principalmente aquelas em que há dificuldade de mecanização.


Açúcar

A estimativa de açúcar deve atingir 39,46 milhões de toneladas, ou seja, 2% a mais que a safra passada. Agora, na reta final da safra, com 92,9% da cana já moída, as unidades aumentam a destinação para o etanol em função da melhor rentabilidade. No entanto, a produção ainda deve ser menor que a do ciclo anterior.


Etanol A previsão é de 27,05 bilhões de litros de etanol, com recuo de 2,7%. Enquanto o hidratado cai 5,2%, saindo de 16,73 bilhões de litros para 15,87 bilhões de litros, o anidro sobe de 11,07 bilhões de litros para 11,18 bilhões de litros, com aumento de 0,9%. Ao longo do ano-safra, a Conab faz quatro estimativas da cana-de-açúcar. Os dados deste terceiro levantamento foram coletados entre os dias 19 de novembro e 2 de dezembro.