• ASSESSORIA

Importações de agroquímicos devem atingir patamares recordes em 2017


A Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) projeta que o volume de importações de produtos químicos seja de mais de 43 milhões de toneladas em 2017, registrando recorde (recorde anterior era de 40,2 milhões de toneladas em 2014), sobretudo em intermediários para fertilizantes.


De acordo com a entidade, o País importou US$ 3,2 bilhões em produtos químicos em novembro, um aumento de 5% em relação a outubro deste ano e de 13,4% na comparação com o mesmo período de 2016. No acumulado do ano, as compras externas de produtos químicos somam US$ 34,1 bilhões, aumento de 8,7% ante igual período de 2016.


Em termos de quantidades, até novembro, as movimentações superaram 39,2 milhões de toneladas o que significa um aumento de 16,6% na comparação com o mesmo mês do ano passado. No mês passado, as exportações de produtos químicos registraram US$ 1,2 bilhão, 6,4% superiores na comparação com outubro e 13,3% em relação ao mesmo mês de 2016.


De janeiro a novembro, as vendas para o exterior alcançaram US$ 12,5 bilhões, valor 13,4% maior do que o registrado em igual período de 2016. No acumulado do ano, o déficit na balança comercial de produtos químicos chegou a US$ 21,6 bilhões, valor 6,2% acima do registrado em igual período de 2016. Nos últimos 12 meses, o déficit é de US$ 23,3 bilhões e reverte a série dos últimos três anos em que foram verificadas reduções desse indicador.