• ASSESSORIA

JBS elege Jeremiah O´Callaghan para presidir conselho de administração


O conselho de administração da JBS elegeu, por unanimidade, na sexta-feira (20), o atual diretor de Relações com Investidores (RI), Jeremiah O'Callaghan, como presidente do colegiado. O executivo substitui Tarek Farahat, que assumiu a presidência do conselho no final de agosto, após a renúncia de Joesley Batista, um dos donos da companhia. Também foram eleitos por unanimidade mais três membros do conselho: Cledorvino Belini e Roberto Penteado de Camargo Ticoulat, indicados pelo BNDESPar (braço de participações do BNDES), e Wesley Batista Filho.


O'Callaghan é irlandês e imigrou para o Brasil em 1979. Em 1996, entrou no grupo JBS para desenvolver a área de negócios internacionais e há 10 anos é diretor de RI. Em comunicado, o executivo afirmou a composição do conselho de administração, composto por profissionais de variada experiência, "é um importante marco no fortalecimento da governança corporativa da JBS".


Segundo a companhia, seu antecessor, Farahat, passará a atuar como "global advisor" (conselheiro global), com a missão de apoiar a governança e o desenvolvimento da JBS internacionalmente. Ele também manterá sua posição no conselho de administração da Pilgrim's Pride, controlada da JBS. Entre os conselheiros indicados pelo BNDESPar, Belini atuou no setor automotivo, com carreira de 44 anos na Fiat, além de ter sido presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).


Já Ticoulat é especialista em comércio exterior, com cargos em associações de classe, como o de presidente do Conselho Brasileiro das Empresas Importadoras e Exportadoras (CECIEx). Wesley Filho, por sua vez, já atua na companhia há mais de sete anos e atualmente é presidente da JBS na América do Sul.


O filho de Wesley Batista vem reforçar a presença da família no conselho, ao lado de seu avó, José Batista Sobrinho, atual presidente da JBS, e do seu primo, Aguinaldo Gomes RamosFilho. Compõem ainda o conselho Gilberto Meirelles Xandó Baptista, José Gerardo Grossi e Sérgio Roberto Waldrich.