Buscar
  • Agropauta

Guilherme Costa quer maior participação dos 188 países membros do Codex


Em sua primeira reunião do Comitê Executivo, depois de eleito presidente do Codex Alimentarius, Guilherme da Costa, destacou que o novo plano estratégico (2020-2025) será elaborado de forma conjunta, fortalecendo a participação dos membros do comitê. O objetivo é chegar a melhores resultados na proteção da saúde humana e na promoção de práticas justas no comércio de alimentos.


“Fortalecidos, os comitês nacionais levarão a uma maior participação e envolvimento em toda a cadeia de produção com padrão internacional do Codex”, acredita o presidente brasileiro, servidor do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.


Obtenção de recursos


Guilherme Costa destacou, em pronunciamento, a necessidade de cooperação contínua com membros do Codex e a determinação de explorar todas as vias possíveis de financiamento para a sustentabilidade dos programas de aconselhamento científico, mantendo a independência do trabalho.


Vinculada à ONU, à FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) e à OMS (Organização Mundial de Saúde), a entidade trata de padrões, diretrizes e recomendações para a segurança, qualidade e comércio leal de alimentos de 188 países membros.


O novo presidente explicou que com os três vice-presidentes pretende participar de reuniões, sempre que possível, para prestar apoio e conselhos sobre questões fundamentais ou consideradas desafiantes. E enfatizou a importância de aproveitar todas as oportunidades para promover o trabalho e os valores do Codex para diferentes grupos e públicos. A reunião que durou três dias foi encerrada em Roma, na última sexta-feira.

0 visualização