• Cepea

Liquidez da carne suína no mercado interno impulsiona competitividade


A carne suína ganhou competitividade em setembro, devido ao aumento nos preços das principais concorrentes, bovina e frango, durante o mês. Esse cenário também melhorou a liquidez da proteína suína no mercado doméstico.


Na média parcial deste mês (até o dia 27), a carcaça especial suína esteve 2,01 reais/kg mais barata que o dianteiro bovino na Grande São Paulo. Essa diferença entre os valores está 49,2% maior que em agosto, quando foi de 1,35 real/kg.


Na comparação com o frango resfriado, a carcaça suína esteve 2,65 reais/kg mais cara, queda de 11,1% na mesma comparação