• Agropauta

Importação de milho paraguaio vai baratear custos de produtores catarinenses


Avicultores e suinocultores do estado de Santa Catarina devem poupar até 70% em compras do seu principal insumo, o milho. A razão é que o estado está desenvolvendo um nova rota de importação do Paraguai e não trará mais o grão do Mato Grosso, informa a fonte AgroSouth News.


A nova rota, que já conta com uma ponte entre Argentina e Santa Catarina, traz o produto pelos rios argentinos através de barcaças e trechos de caminhão reduzindo o trajeto para 500 quilômetros até Chapecó, o maior centro agroindustrial catarinense.


O estado de Santa Catarina tem uma demanda de 6,5 milhões de toneladas de milho, enquanto produz apenas aproximadamente 3,5 milhões de toneladas.