• REUTERS

Ministro nega atos ilícitos ou obstrução de Justiça após ser alvo da PF


O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse que jamais praticou quaisquer irregularidades ou tentativas de obstruir a ação da Justiça, após ter seu apartamento em Brasília revistado pela Polícia Federal nesta quinta-feira, em uma ação de busca e apreensão por suspeitas de corrupção.


“Nunca houve ação, minha ou por mim autorizada, para agir de forma ilícita dentro das ações de governo ou para obstruir a Justiça”, disse o ministro em nota à imprensa nesta quinta. “Jamais utilizei de meios ilícitos na minha vida pública ou nas minhas empresas”, completou.