• ABPA

Brasil irá se defender da China da acusação de dumping em exportações de frango


A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) contratou os escritórios MPA Trade Law, no Brasil, e HighLands, na China, para a defesa dos exportadores brasileiros de carne de frango na investigação apresentada pelo Governo Chinês, diante da acusação de prática de dumping nos negócios junto ao país asiático.


A acusação foi apresentada por produtores de aves chineses, e está fase de investigação e consulta entre os Governos do Brasil e da China. De acordo com o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra, o objetivo é reunir e apresentar todas as informações necessárias, dentro do prazo estabelecido, para esclarecer quaisquer dúvidas acerca da conduta da cadeia exportadora de carne de frango do Brasil.


"O Brasil respeita as normas estabelecidas pela Organização Mundial do Comércio e não pratica dumping. Não há qualquer nexo causal entre as exportações brasileiras e qualquer eventual situação mercadológica local. Vamos clarificar todos os pontos e reiterar às autoridades nossas intenções de permanecer como um parceiro sólido e altamente confiável pela segurança alimentar do país asiático, com o objetivo de manter os atuais níveis de exportação em complementariedade à produção local, algo que é de interesse da população chinesa", ressalta Turra.


Além dos escritórios contratados pela ABPA, as empresas acionadas no processo contarão com escritórios de advocacia contratados individualmente para a realização de suas defesas.