• MDA

MG: Plano Safra estadual da Agricultura Familiar 2017/2020 é lançado em Uberlândia


Nesta quinta-feira (17) foi a vez de Minas Gerais receber a equipe da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) para o lançamento estadual do Plano Safra da Agricultura Familiar 2017/2020. O evento, realizado na cidade de Uberlândia e promovido pela Delegacia Federal de Desenvolvimento Agrário de Minas Gerais (DFDA-MG), teve como objetivo apresentar para os agricultores familiares os números do estado em relação ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).


O secretário da Sead, José Ricardo Roseno, participou do encontro e ressaltou a importância da plurianuidade do novo Plano Safra. “É uma sinalização para o mercado de que o Governo garantirá as condições mínimas de produção para os anos seguintes”, explicou Roseno.


Ele ainda ressaltou que o Plano vai além do crédito rural e traz, também, 10 eixos principais de atuação da Sead: crédito e seguros da produção; Novo Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF); titulação de terras; regulamentação da Lei da Agricultura Familiar; agroecologia; apoio à modernização produtiva da agricultura familiar; comercialização dos produtos da agricultura familiar; assistência técnica e extensão rural; agricultura urbana e periurbana; e ações integradas no Semiárido.


Números do Pronaf


O diretor substituto do Departamento de Financiamento e Proteção da Produção da Subsecretaria de Agricultura Familiar (Sead/SAF), José Carlos Zukowski, foi o responsável por apresentar o Plano Safra 2017/2020 aos produtores de Minas Gerais. Na ocasião, foi anunciado para o ano safra 2017/2018 o crédito de R$2,3 bilhões para a agricultura familiar. “Minas é o quarto maior estado do país em contratações do Pronaf, mas é uma região com potencial para crescimento e isso deve ser trabalhado”, afirmou Zukowski.


O diretor da Sead também comentou sobre os avanços do programa na região. “Na safra 2016/2017, os agricultores familiares do estado contrataram aproximadamente R$2,5 bilhões do Pronaf. Os recursos foram distribuídos em mais de 164 mil contratos”, disse.


Atualmente, a agricultura familiar é responsável por mais de 50% dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros, além de corresponder a mais de 30% do PIB Agropecuário.


Segundo o último Censo Agropecuário, 27% dos estabelecimentos da área rural do estado são de agricultores familiares. Outro dado é que 62% das ocupações no meio rural são provenientes da agricultura familiar.


Dentre os produtos que são destaques da atividade no estado está a mandioca, onde 84% da produção do tubérculo são oriundas da agricultura familiar. Seguida pelo milho, 47%, e pelo leite, 45%. De acordo com a Subsecretaria de Agricultura Familiar da Sead, o estado possui atualmente mais de 295 mil Declarações de Aptidão ao Pronaf (DAPs) ativas.