• CNA

Comissão da cana-de-açúcar discute ajustes na remuneração do produtor


A Comissão Nacional de Cana-de-Açúcar da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) debateu, nesta última terça-feira (15), estratégias para adequar a remuneração dos produtores. O presidente da Comissão, Enio Fernandes Júnior, disse que o produtor não está recebendo o valor justo. Os valores pagos pela indústria não são reajustados desde 2015.


"O fornecedor de cana-de-açúcar está perdendo renda e as associações de produtores vieram até a CNA pedindo apoio para melhorar a situação", afirmou. Na reunião, os representantes dos diversos estados produtores mostraram com números a gravidade da situação. Enio Fernandes disse que a defasagem nos preços ocorre em toda região produtora do país, do Paraná até Pernambuco.


Em alguns estados produtores, a defasagem nos preços oscila entre 12% e 15%. Nova reunião da Comissão foi marcada para setembro. Até lá, a CNA irá avaliar dados e colher subsídios junto às Federações de Agricultura e Pecuária e demais entidades representativas de produtores de cana-de-açúcar.